Blog

25.JUN.2018

Logo, logomarca ou logotipo?

Logo, logomarca ou logotipo?

Muitos publicitários argumentam logo de cara que logomarca é um termo ilógico. Mas Você tem logo, logomarca ou logotipo ? Semanticamente falando, Logomarca não faz sentido, pois “Logo”, de origem grega, é definida como “palavra” e “significado”. Já o termo “marca”, que vem do germânico “Marka”, também é definida como “significado”, ou seja, o termo é construído por duas palavras com a mesma semântica, o que o torna redundante tal qual o famigerado “subir pra cima” ou “descer lá embaixo”.

Você tem logo, logomarca ou logotipo

Mesmo assim, dicionários brasileiros já passaram a aceitar logomarca como uma palavra utilizada comumente na língua portuguesa, como é o caso do Houaiss, que define logomarca como: “[…] um conjunto formado pela representação gráfica do nome de determinada marca, em letras de traçado específico, fixo e característico (logotipo) e seu símbolo visual (figurativo ou emblemático)”.

Aqui cabe então uma breve explicação do que são logotipo, símbolo e marca.

O logotipo é o termo que é mais aceito como correto no mundo publicitário, porém, menos conhecido por clientes e pessoas que não trabalham na área. Ele é responsável por apresentar a empresa através de fontes e tipografias que representem a missão, visão e os valores da empresa, a forma como ela se posiciona no mercado, entre outros atributos.

Os símbolos são signos ou desenhos que representam algo abstrato, sendo um elemento essencial na comunicação. Já a marca tem um significado parecido com o conceito de símbolo, no entanto, a ideia desse termo representa muito mais do que apenas um símbolo. A marca acaba conseguindo transmitir uma imagem mental e cria uma personalidade para a empresa. Essa é a responsabilidade do trabalho de branding, por exemplo, o de criar uma imagem mental da companhia dentro da mente dos consumidores.

Encontrei alguns colegas de profissão apresentando argumentos como “logomarca é uma criação brasileira e não é utilizada em publicações de primeiro mundo”. No entanto, logomark não só é utilizada por americanos, por exemplo, como possui uma definição bem determinada para os profissionais de lá. Para eles, “logomark” representa o símbolo da empresa (a maçã da Apple ou o M amarelo e estilizado do Mc Donald’s, por exemplo).

Para mim, é perigoso afirmar que logomarca é errado.

Por mais que a palavra não seja semanticamente correta, acabou adquirindo um significado e uma utilidade para os profissionais da área de comunicação e por convenção, passamos a utilizar o termo tecnicamente “errado” para nos referirmos a uma coisa certa.

Por isso, acredito que o maior cuidado que precisamos ter é o de informar corretamente o que cada um desses termos realmente significa. Muita informação encontrada na internet está incorreta ou incompleta, e é tomada como verdade absoluta por seus autores. Essa afirmação de que logomarca está errado acaba contendo um pouco de preconceito linguístico, um pouco de “o certo é isso, você está errado”.

A noção de que logomarca também é utilizada por profissionais experientes e com formação na área, me dá a liberdade de acreditar que o termo tem sim a possibilidade de ser aceito na comunicação, mesmo estando “errado”.

Para facilitar ainda mais a compreensão das diferenças desses termos, resolvemos bolar um infográfico rápido e prático com os termos, que você pode ver abaixo:

w2erimpk

Ajude-nos a espalhar boas ideias: Compartilhe!

Veja também

compartilhe!

Comentários

Deixe seu comentário