Blog

11.JUN.2018

Laminação você sabe o que é?

Laminação você sabe o que é?

Você já deve ter ouvido falar sobre laminação. Mas você sabe o que é?

A laminação é um processo de acabamento gráfico pelo qual um material impresso – que pode ser papel comum, duplex, tríplex, couché, glossy ou qualquer outro – recebe uma camada de material plástico fino e transparente. Existem diversos tipos de laminação: brilho, fosca, holográfica são alguns dos tipos disponíveis – mas para quê ela serve, exatamente?

A laminação de um material impresso é feita com os seguintes objetivos:

  • Acrescentar brilho ou outros efeitos especiais à superfície do papel, como no caso da laminação fosca ou com glitter por exemplo.
  • Aumentar o brilho de materiais que já possuem um certo brilho, como o papel couché.
  • Fornecer uma proteção mecânica e evitar o desgaste da impressão causado por “esfregamento” ou manuseio – pastas, agendas e cadernos quase sempre são laminadas com esta finalidade.
  • Proteger o material contra desbotamento ou desgaste causado pelo ambiente – mesmo impressões feitas em gráficas podem desbotar se expostas ao sol por longos períodos.

Por favor note que laminação não é o mesmo que plastificação. A plastificação (aquela que fazemos no RG por exemplo) é um processo diferente cujo nome correto é ‘encapsulamento’. No encapsulamento é necessário deixar uma borda para ‘fechar’ o material. Já a laminação é aplicada na superfície do material sem deixar bordas.

Quais são os tipos de laminação disponíveis?

Estes são alguns dos tipos de laminação disponíveis:

  • Verniz high gloss
  • Verniz relevo
  • Verniz texturizado
  • Verniz glitter
  • BOPP Fosco
  • BOPP Brilho
  • BOPP Holográfico

Como a laminação pode ser feita?

Existem três processos para a aplicação de laminação: laminação a quente, laminação a frio e aplicação líquida.

Na laminação a quente o material é fornecido em bobinas e é aplicado com a ajuda de uma termolaminadora e o calor dela faz o material aderir ao papel.

Na laminação a frio o material deve já possuir uma camada de adesivo – o adesivo tipo Contact transparente é um exemplo disso. Como não envolve o uso de calor, a laminação a frio pode ser feita a mão, simplesmente com uma régua, ou através de uma máquina própria que aplica de forma simples o adesivo. Esta é uma opção muito popular para pequenas produções ou materiais feitos artesanalmente.

Na aplicação líquida é necessário utilizar um processo diferenciado para ‘pintar’ toda a superfície do papel. Em gráficas maiores a aplicação líquida é feita logo após a saída do papel da impressora offset.

Que materiais eu posso laminar?

Qualquer material impresso em qualquer papel por qualquer processo, desde sulfite até papéis com ou sem brilho mais grossos. Lembre-se apenas de tomar um certo cuidado caso o material que você queira laminar não seja capaz de aguentar o calor da termolaminadora, caso opte por fazer a laminação a quente.

 

Veja também

compartilhe!

Comentários

Deixe seu comentário