Blog

17.JUL.2018

Design Minimalista

Design Minimalista

Menos cor, menos texto, menos imagem e muito mais mensagem. Estes são os fundamentos básicos para o sucesso do design minimalista. A essência do minimalismo, uma tendência que prega a maior simplicidade possível para passar a mensagem. Um conceito por trás do design que direciona todos os detalhes de criação e, atualmente, pode ser percebido em muitas artes. Desde a arquitetura até músicas e logomarcas, seus elementos estão sendo reduzidos a sua forma mais elementar.

O movimento começou timidamente no início no século 19, mas gradualmente foi conquistando espaço até ganhar força nos anos 80 em Londres e Nova York, através da arquitetura. Sua principal influência veio da cultura japonesa, baseada na filosofia Zen, que transmite a ideia de liberdade e essência da vida, revelando a qualidade inerente dos materiais e objetos utilizados. Um dos primeiros artistas de maior referência no estilo é o De Stijl, famoso por seus quadros simplistas. Já na arquitetura, o nome seria Ryoanji e seus jardins minimalistas.

Hoje em dia, o conceito pode ser percebido como a tendência mais marcante de design minimalista ao nosso redor. Sites, prédios, embalagens, smartphones, todos eles minimalistas. Não é a toa que grandes empresas estão aderindo ao movimento, utilizando a simplicidade para maximizar o efeito. Um grande exemplo é o Google, que aplicou em todos seus produtos (Gmail, Drive, Google Agenda e outros) o conceito do “Material Design”, que chamou atenção na última versão do Android L.

Um atualizado way of life que prega por um perfil prático, moderno e descontraído, está ditando o mercado atualmente. Portanto, independente do segmento, é fundamental que o layout seja atualizado para que a marca entregue uma proposta inovadora e acompanhe essa tendência.

Uma dica: na próxima vez que sair na rua, repare ao seu redor e tente identificar esse conceito. Você vai se surpreender com a força desse movimento.

Veja também

compartilhe!

Comentários

Deixe seu comentário